Ler para o bebê desde a gravidez cria um vínculo familiar muito forte. Saiba o porquê.

Para gostar de ler

Para gostar de ler

 

Para gostar de ler

O tempo todo a gente ouve falar que é importante ler para os nossos filhos desde cedo. É e verdade. A leitura e a contação de histórias colocam a criança em contato com o mundo da imaginação, contribuindo para seu desenvolvimento físico e emocional, além de aprimorar a sua percepção. O convívio com o livro também é essencial para o letramento, ou seja, a criança passa a se familiarizar com as letras que cercam sua vida, dando assim o primeiro passo para a sua alfabetização.

Existem muitas maneiras de estimular o hábito da leitura nas crianças e isso pode começar quando ela ainda está dentro da barriga. Confira algumas dicas:

– A partir do terceiro mês de gravidez, o bebê já consegue ouvir. Assim, pai e mãe podem ler histórias para ele, fortalecendo o vínculo familiar.

– Leia para o seu filho desde bebezinho e, à medida que ele for crescendo, escolha os livros preferidos dele ou procure histórias com temas que lhe despertem mais interesse (animais, contos de fadas etc.).

– Após a leitura, sempre converse com a criança sobre o que ela achou do livro. Você pode também pedir para que ela reconte a história com suas próprias palavras, estimulando a criatividade.

– Deixe os livros ao alcance de seu filho, para que ele possa pegá-los sempre que desejar.

– Passear em livrarias é um excelente programa! E deixe que a própria criança escolha os livros que quer ler.

– Por fim, alimente você também o hábito da leitura para que seu filho possa imitá-lo.

Por: Cíntia Nascimento
Jornalista formada e pós-graduada pela Universidade Federal de Juiz de Fora.
Atualmente, cursa Pedagogia na Universidade Estácio de Sá.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>